Interreg Sudoe - Programa Interreg Sudoe

Os projectos aprovados

Monitorização e Conservação Preventiva do Património Histórico e Cultural
www.heritagecare.eu

HeritageCARE

Monitorização e Conservação Preventiva do Património Histórico e Cultural

Eixo 5 Meio ambiente e eficiência de recursos

Objetivo 6c Melhoria dos métodos de gestão do património natural e cultural comum através do desenvolvimento de redes e da experimentação conjunta
Custo total eligível (€) 1.686.282,82 € Ajuda FEDER (€) 1.264.712,11 €

Galeria

Contato Luís Ramos Responsable del proyecto lramos@civil.uminho.pt
Setores
  1. Gestão do património cultural
Convocatória Primeira Duração 36 Meses - Beneficiário principal Universidade do Minho (PT) Outros beneficiários

2. Direção Regional de Cultura do Norte. PT
3. Associação CCG/ZGDV - Centro de Computação Gráfica. PT
4. Universidad de Salamanca. ES
5. Instituto Andaluz del Patrimonio Histórico. ES
6. Fundación Santa María la Real del Patrimonio Histórico. ES
7. University Clermont Auvergne. FR
8. Université de Limoges. FR

Resumo do projeto del proyecto

Atualmente, a conservação de edifícios com valor histórico e cultural no sudoeste europeu não é uma atividade regular e organizada, e surge apenas quando aparecem graves problemas. Para enfrentar esta situação urgente, HeritageCARE pretende implementar um sistema de gestão para a conservação preventiva do património histórico e cultural, baseado num conjunto de serviços prestados por uma entidade sem fins lucrativos criado em Espanha, França e Portugal. O projeto será a primeira estratégia conjunta de conservação preventiva do património no sudoeste da Europa.

Regiões participantes

  • Andalucía
  • Auvergne
  • Castilla y León
  • Limousin
  • Norte
Destinatários
  • Administração central
  • Administração local
  • Administração regional
  • Associações (exceto B2)
  • Fundações (exceto C7)
  • Outros
  • Pequena e média empresa
  • Universidades e centros de ensino superior

Estado de avance del proyecto

(02.11.2017) HERITAGE CARE definiu uma metodologia preventiva para a conservação do património cultural construído do sudoeste europeu, identificando para isso os instrumentos necessários requeridos a cada etapa, com uma atenção específica aos benefícios da digitalização. Esta metodologia será testada em 60 estruturas piloto do território Sudoe.

Atualidade