Interreg Sudoe - Programa Interreg Sudoe

Os projectos aprovados

Os projectos aprovados

ECOVAL

Estratégias de coordenação de gestão e recuperação de lamas e resíduos orgânicos na região SUDOE

Eixo 1: Investigação e inovação

Eixo 1 Investigação e inovação

Objetivo 1b2 Desenvolver a divulgação da investigação aplicada relacionada com as tecnologias facilitadoras essenciais
Custo total eligível (€) 1.478.999,99€ € Ajuda FEDER (€) 1.109.250,00 € €
Contato Alberto Sánchez Sánchez Responsable del proyecto asanchez@cetaqua.com
Setores
  1. Gestão integrada dos recursos e espaços naturais
Convocatória Quarta Duração 29 Meses - Beneficiário principal Fundación Centro Gallego de Investigaciones del Agua Outros beneficiários
  • 2. Universidade de Santiago de Compostela Escola Técnica Superior de Enxeñaría Grupo de Investigación en Biotecnología Medioambiental (ES)
  • 3. Institut National des Sciences Appliquées de Toulouse INSA Toulouse (FR)
  • 4. Águas do Tejo Atlantico, S.A. (PT)
  • 5. Fundacion Patrimonio Natural de Castilla y Leon (ES)
  • 6. NEREUS (FR)
  • 7. Fundación Empresa-Universidad Gallega Departamento de Innovación (ES)
  • 8. Empresa Municipal de Ambiente do Porto, E.M., S.A (PT)

Resumo do projeto del proyecto

A gestão das 11 M de toneladas de resíduos orgânicos urbanos gerados anualmente no espaço SUDOE cria atualmente desafios ambientais a enfrentar, como a minimização do depósito em aterro sanitário ou o aumento da reciclagem. O ECOVAL propõe um novo foco de gestão dos resíduos orgânicos baseado na valorização destes resíduos para obter ácidos gordos voláteis, matérias-primas secundárias úteis para as indústrias do plástico, dos lubrificantes ou da agroquímica. O projeto desenvolverá a cadeia de valor completa desde a recolha do resíduo até à comercialização do produto final, mediante o desenvolvimento de uma sequência inovadora de processos biotecnológicos avançados, que permitirá satisfazer até 10 % da procura anual destes produtos na região com uma alternativa de base biológica. Oferecerá também um novo modelo de gestão ambiental aplicável nas cidades da região SUDOE, integrando aspetos multidisciplinares do caráter legislativo, económico, do mercado, ambiental ou de perceção social. O ECOVAL contribui para a integração da bioeconomia circular em ambientes urbanos, potenciando a minimização de resíduos e a proteção do ambiente, com a conversão de um resíduo num recurso.

Regiões participantes

  • Castilla y León
  • Galicia
  • Languedoc-Roussillon
  • Lisboa
  • Midi-Pyrénées
  • Norte
Destinatários
  • Actores relacionados com o meio ambiente e o desenvolvimento sustentável
  • Autoridades públicas locais, provinciais, regionais e comunitárias (municípios, comunidades intermunicipais, deputações, conselherias, ministérios, instituições europeias, etc.)
  • Administração local
  • Actores públicos de inovação e de transferência tecnológica (agências regionais de inovação)